Microresenha: O Caçacor de Andróides

Falando em ficção científica, acabei de ler o livro “O Caçador de Andróides”, de Philip K. Dick. O livro é de longe bem melhor do que o filme de mesmo nome (em inglês Blade Runner).

“O Caçador de Andróides” é a história de um caçador de recompensas, como nos dias atuais, ou ainda pode-se comparar com os do velho-oeste. Uma guerra radioativa destrói a Terra, animais morrem e as águas são poluídas. A única solução é povoar a colônia de Marte. Mas nem todos podem ir para lá. Os “especiais”, de baixo Q.I., são um dos que não podem ir, além dos que optam por permanecer na Terra. As pessoas ainda contam com a disponibilidade de andróides, para ajudá-los nas tarefas diárias. Mas os andróides evoluem, ao ponto de serem confundidos com humanos. Ao contrário destes, os andróides não podem viver na Terra, sua entrada é proibida. E é o trabalho de Deckard localizá-los e eliminá-los.
A trama gira em torno do conflito de Deckard sobre o método de identificação dos andróides, que não evolui tão rapidamente. A técnica da empatia, que julga-se que só humanos possuem, já não é mais suficiente, até nisso eles estão tão parecidos com os humanos. E a relação dele com uma Nexus 6, um modelo de andróide de alta tecnologia, gera todo o conflito pessoal.
O livro se passa em apenas 2 dias, ou contando em horas, nem isso. O filme é um pouco mais. Mas como sempre, eu prefiro as histórias dos livros, mais bem detalhadas e bem explicadas. A história em si é boa. Talvez até um pouco curta. A forma com que Dick escreve as sequências é bem amarrada e principalmente imprevisível.
Vale a pena ler. Eu recomendo.
Update: Só agora percebi que me esqueci do título do post. Corrigido.
Anúncios

Linha do tempo da ficção científica

Eu não sou muito fã de filmes de ficção científica. Muito menos fico prestando atenção em detalhes, como a data que se passa o filme. Sei separar o que é atual do que é futuro, mas só. Ainda bem que aparece sempre um maluco para juntar as informações e disponibilizar pra gente. Aí fica tudo mais fácil.
A linha vertical representa o ano de 2009. À esquerda o ano de lançamento e à direita o ano que se passa o filme.
Como tem gente atoa….
Vi aqui.