Resenha: Barba Ensopada de Sangue

Livro "Barba Ensopada de Sangue"

Imagine a cena: ao final do último parágrafo, fecho o livro e fico paralisada, tentando entender aquilo que li. Faz tempo que isso não acontece, além de ser muito raro. O último, se não me engano, foi com “O Amor nos Tempos do Cólera”.

Tem muita gente falando desta história, Daniel Galera está sendo bem visto não só no Brasil. E digo que há razão. Estou tentando achar as palavras certas, mas confesso que é difícil explicar os motivos do livro ser tão bom.

Começando pela história, que se passa em sua maior parte da pequena cidade litorânea de Garopaba, em Santa Catarina. É a história de um professor de educação física que se isola numa cidadezinha após a morte do pai.

A princípio, parece uma pessoa simples, que procura o isolamento para se dedicar ao que gosta e viver sossegado. Com o decorrer percebemos que trata-se uma personagem complexa, com uma história de vida nada fácil, que vai sendo exposta aos poucos e se encaixando lentamente, até percebermos todo o cenário que o levou até Garopaba.

Quando comecei a ler, me identifiquei com o professor, tanto na vontade, que provavelmente a maioria já teve, de largar tudo e ir morar num lugarzinho pequeno à beira da praia, quanto no jeito de ser. Ele é meio fechado, tem poucos amigos e aparenta não se incomodar em viver sozinho. Um problema durante o parto causou uma doença neurológica que o impede de reconhecer rostos.

A descrição dos cenários paradisíacos me deixaram com vontade de juntar minhas coisas e me mudar para o litoral catarinense, pelo qual já tenho uma queda, preciso confessar. Outro fator que me identifiquei foi com as crendices populares. Quem já morou em cidade pequena sabe bem como isso funciona. Um boato aqui, uma história ali, que vai passando de boca em boca e, no final, toma vida própria até virar lenda.

Não fica muito claro se o fato do sujeito ser fechadão é consequência da doença, que faz com que ele não crie muita empatia com as pessoas, ou se é uma característica nata. Já convivi com pessoas assim e eu mesma, preciso admitir, sou bem esse estilo. Para quem nos vê de fora, parecemos complicados, mas não passamos de pessoas comuns que se expressam pouco.

A narrativa no presente me incomoda um pouco, no começo é bem difícil de se adaptar e deixa a leitura um pouco lenta, mas depois discorre com facilidade. Não sei se a intenção do autor era essa, mas me senti dentro da história, como seu eu estivesse nadando com o professor, vivendo naquele pequeno apartamento, sentindo o frio que ele sentia.

Os diálogos são naturais e contemporâneos, escritos da mesma forma que falamos. Dá até para imaginar o sotaque bem parecido com os manezinhos da ilha.

Quando cheguei ao fim, me senti meio órfã, como se a história não tivesse o direito de acabar ali. Queria saber mais sobre o sujeito cujo nome, até então eu não havia percebido, não fora revelado. E talvez isto reforce a ideia de que vivi a sua história, como se estivesse dentro da sua cabeça, ouvindo seus pensamentos. Só agora me dou conta de como soava estranho quando um trecho descrevia algo que não tinha relação direta com o professor. Era como se alguém tivesse anotado apenas para situar o contexto.

Descobri hoje que há três cores diferentes de capa: vermelha, que foi a que li, azul e verde. Não consegui descobrir o motivo e se alguém souber, deixe aí nos comentários!😉

Concluindo: é um livro para ler, recomendar e presentear sem medo de errar.

Mais um que entrou na minha listinha top: 5 estrelas

 

Update: para quem não gosta de saber o fim da história antes, NÃO LEIA O PRÓLOGO.

Um comentário em “Resenha: Barba Ensopada de Sangue”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s