Rocambole de massa de pastel ao forno

Sabe aquela receita que você lê, analisa os ingredientes, acha interessante a mistura, mas fica um pouco incrédula com o resultado? Essa é uma. Mas como é algo rápido, fácil e prático, resolvi experimentar. E não é que o resultado foi bem interessante?! Muitos amigos me perguntaram qual o sabor e eu achei muito semelhante a uma lasanha sabor pizza, só que com bem menos molho.

Ingredientes

  • 1 masssa pronta para pastel
  • 300g de queijo prato
  • 300g de presunto
  • 2 tomates sem semente
  • 1 copo de requeijão (pode ser substituído por maionese)
  • Sal e orégano a gosto
  • 1 ovo para untar

Modo de preparo

  • Abra a massa do pastel e espalhe o requeijão;
  • Distribua as fatias de presunto e de queijo;
  • Coloque o tomate por cima dos frios;
  • Salpique sal e o orégano;
  • Enrole a massa como um rocambole, envolva em papel alumínio e leve ao forno a 200ºC;
  • Após 20 minutos, retire o papel alumínio, passe 1 gema batida em cima do rocambole e volte ao forno por mais 2o minutos ou até dourar.
InstagramCapture_b0abe99d-8530-4453-a99a-e238e3cd9228
Tá bonito, tá gostoso.

Informações adicionais

  • Não use recheios muito líquidos ou que solte água, pois a massa fica crua. Assim, prefira o queijo prato a mussarela;
  • A receita faz dois rocamboles bem gordinhos ou até três mais magrinhos;
  • Fiz um com sal e outro sem e no final achei desnecessário, pois o queijo e o presunto já são bem salgados;
  • Por cima fica bem crocante, mas dentro é macio. Caso prefira macio por cima também, ao invés do ovo, espalhe requeijão sobre o rocambole.

Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 15 minutos (+ 45 de forno)

Junho combina com… canjica!

Junho, julho, agosto, setembro. O ano todo combina com canjica! Dá para comer no inverno bem quentinha ou no verão geladinha.E se tem uma comida que eu sempre amei e que me traz boas recordações, é essa. Adorava quanto tinha na merenda escolar ou nas festas juninas. Sem contar que era algo que minha avó gostava também, então, quando queria agradá-la, era só fazer.

É uma receita que não tem erro, só combinar milho, leite e açúcar e adicionar ingredientes à gosto. A minha receita foi adaptada de uma que achei na internet (perdoem-me, não lembro onde foi). Adianto que é bem fácil de fazer.

Canjica doce

Ingredientes

  • 1,5 xícara (chá) de milho para canjica (gosto mais do branco)
  • 2 litros de água
  • 500 ml de leite
  • 1 lata de leite condensado (395 g)
  • 1 vidro de leite de coco (200 ml)
  • 1 xícara de amendoim torrado e moído
  • 1 colher (sopa) de canela em pó

Modo de fazer

  1. Deixe o milho de molho em água suficiente para cobrir todo o conteúdo de um dia para o outro. O ideal são 12 horas.
  2. Em uma panela de pressão, acrescente 2 litros de água e o milho sem a água do molho.
  3. Cozinhe por 1 hora.
  4. Retire a pressão e acrescente o leite, o leite condensado, o leite de coco, o amendoim e a canela em pó.
  5. Deixe ferver até engrossar mexendo sempre para não grudar no fundo da panela (de 10 a 30 minutos, dependendo da cremosidade desejada).

Rendimento: 8 porções

No close
No close

PS.: O tempo de pressão pode variar de acordo com o gosto e com o tempo que o milho ficou de molho. Se achar que ficou duro, deixe mais meia hora. Lembrando que ela ainda vai cozinhar com os demais ingredientes. Pode ser necessário acrescentar mais de água.

PPS.: O leite condensado pode ser substituído por açúcar. Já fiz com açúcar diet e deu certo. Substituí o leite condensado por 2 xícaras de açúcar. Acho que com adoçante não deve ficar bom, não, já que além de adoçar o açúcar faz a canjica ficar mais cremosa.

PPPS.: Como falei anteriormente, a base da canjica é milho, leite e açúcar. Os demais ingredientes dão um toque especial, mas não são necessários. Se você não gosta de um deles, é só diminuir a quantidade ou mesmo tirar. Particularmente, eu adoro amendoim, por isso dou uma exagerada. 😀

A canjica pode ser consumida assim que ficar pronta ou ir à geladeira. Para aquecer, acrescente leite a gosto, já que ela vai endurecer um pouco.

E agora dá licença que eu vou ali pegar mais um pouquinho dessa lindeza que ficou deliciosa!

Problema com Windows 10: botão Iniciar não funciona

Minha relação com o Windows 10 começou muito bem. O marido, que foi o primeiro a experimentar, reclamou de alguns problemas no laptop dele, mas eu, particularmente, não tive problema. Achei bonito e elegante, curti mais que o Windows 8.

Quando saí de férias, o PC do trabalho também foi atualizado. Até me surpreendi quando cheguei e estava tudo funcionando. Porém, ontem, ao tentar encerrar o sistema operacional, percebi que não estava funcionando o botão Iniciar. Achei que após reiniciar o problema resolveria. Só que hoje ainda estava com o mesmo problema.

Uso muito o botão direito do mouse sobre os ícones dos programas, Chrome, Terminal Service, enfim, era outra coisa que também não estava funcionando.

Já estava ficando incomodada com isso. Tentei reiniciar mais uma vez para ver se resolvia e nada. Então fui procurar e descobri que o problema é bem conhecido. Li muitos relatos diferentes de pessoas na mesma situação.

Como já faz algum tempo que isso vem acontecendo (alguns comentários eram de janeiro de 2015), muitas soluções foram propostas. Sinceramente, não me animei ao perceber que algumas pessoas só conseguiram resolver fazendo a restauração do sistema. Só de pensar me deu preguiça.

Outras alternativas foram sugeridas, como você pode perceber aqui. Mas as primeiras tentativas não surtiram efeito. Fiz o procedimento através da Power Shell, que me retornou vários erros, como outros já tinham avisado. Esse não funcionou, a princípio. Outra tentativa foi alterar manualmente o registro (também descrito no link acima). Reiniciei diversas vezes o Windows Explorer (sem reiniciar o PC) e nada de resultado.

Já estava desistindo, quando vi o comentário do Bryan Andrade Ribeiro. Aí resolvi testar. E ESSE FUNCIONOU!

Bem, eu acredito que seja este mesmo, porque após terminar o processo, conhecendo bem o Windows, resolvi reiniciar o sistema operacional todo. E lá estava o botão Iniciar de volta!

Abri o prompt de comando (usei como atalho o botão Windows + R para abrir a caixa de execução e digitei “cmd” sem aspas). No prompt, digitei o comando “sfc /scannow, também sem aspas. O Bryan, muito legal, explica direitinho o que esse comando faz:

 Explicação do que foi feito: = “O comando sfc /scannow verificará todos os arquivos protegidos do sistema, substituindo os arquivos corrompidos por uma cópia em cache que está localizada em uma pasta compactada em %WinDir%\System32\dllcache.”

O escaneamento do sistema demorou de 10 a 15 minutos (não lembrei de marcar), foi o tempo de tomar um café. Ao final, ele retornou a mensagem de que foram encontrados arquivos corrompidos e que estes foram substituídos. Reiniciei mais uma vez o sistema operacional e lá estava ele de volta, o botão Iniciar! Os ícones da bandeja do relógio voltaram a funcionar e o botão direito nos aplicativos da barra de ferramentas também.

Portanto, uma dica que dou antes de sair testando todas as opções: REINICIE O PC ENTRE CADA TENTATIVA!