Desativar beep do alto-falante interno no Windows

Sabe aquele barulho irritante que o Windows faz quando emite uma mensagem de alerta ao usuário? Aquele beep emitido pelo alto-falante interno do PC? É de tirar qualquer um do sério. Principalmente porque ele geralmente acontece quando a gente menos espera.

Quem é programador sabe do sofrimento que é ouvir sequências desses beeps. Se você trabalha com pessoas ao redor, elas provavelmente vão gostar menos ainda.

Pesquisando um pouco na net, depois de sofrer semanas no trabalho com o barulho, encontrei esta dica: no Windows XP, clique com o botão direito sobre “Meu Computador” e em Propriedades. Na guia “Hardware”, selecione o botão “Gerenciador de dispositivos”.

Na tela que abrir, clique em “Exibir > Mostrar dispositivos ocultos”. Em “Drivers que não são plug and play”, localize a opção “Beep”, dê um clique com o botão direito do mouse e selecione “Desativar”.

Reinicie o computador e seja feliz!

Fonte: Explorando e aprendendo

Anúncios

Removendo associação de tipos de arquivos

Teoricamente toda evolução tende a melhorar algo que já foi feito. No caso de softwares a correção de bugs é inevitável, tanto para corrigir uma rotina que não funciona como deveria quanto para corrigir falhas de segurança.

Eu acompanho a evolução do Winodws há algum tempo. Já usei o Windows 3.11 (é, faz tempo e eu ainda nem tinha  computador), Windows 95 (bons tempos onde eu formatava o PC toda semana, meu Compaq Presário 2200 sofreu muito nas minhas mãos. Também foi quando comecei a acessar a internet), 98, NT (alguém ainda usa?), ME (me arrepio só de lembrar), 2000 e XP, enfim, tanto como usuária como suporte a usuários, tenho um pouco de conhecimento em cada um deles.

Particularmente acho que a Microsoft  entrou no caminho certo quando lançou a plataforma NT. Como era antes não dava para ficar mais. O conceito de sistema operacional Microsoft tinha que ser mudado para trazer mais segurança aos usuários e seus dados, coisa que o Linux já fazia desde seus primórdios. Mas se faz bem ou mal é uma outra história.

A questão é que algumas tarefas foram automatizadas, como a instalação de novos hardwares, busca de drivers na internet, melhor reconhecimento de dispositivos. Outras ficaram mais complicadas de serem realizadas.

Recentemente, por um descuido, eu acabei associando uma extensão de arquivo a um programa. Eis a minha surpresa quando fui procurar no Windows Explorer a opção para exclusão dessa extensão e não encontrei. Ok.. mais uma evolução de segurança, evitar que usuários, digamos, com menos conhecimento alterem as associações, mas para isso existem os administradores.

O Windows Vista e o 7 não possuem opção de desassociação de arquivos a programas. Para não precisar alterar o registro do sistema, procurei alguma ferramenta que pudesse fazer esta tarefa com mais facilidade. Encontrei o Unassociate file types, um aplicativo bem simples e rápido que apaga do registro a associação.

Basta selecionar a extensão desejada e mandar remover. Simples assim. Em dois cliques meu problema estava resolvido.

Para baixar o aplicativo acesse este link.

Fonte: winhelponline.com